segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

☜♡☞...DE PENSAMENTOS E PALAVRAS...☜♡☞


Acreditais que as palavras se percam ao vento?

Abandonai esta ilusão.
Quantas vezes ouvistes palavras que ficaram gravadas
em vossa memória e em vossa alma?
Algumas foram luminosas como estrelas,
e outras foram gotas de escuridão.

Por isto, pesai bem o que dizeis.
Porque as palavras têm asas próprias e,
depois que deixam os vossos lábios,
não as podeis controlar;
nem evitar as suas consequências em vossas vidas.

Porque as palavras podem ser como o fogo que,
uma vez ateado,
não se detém até reduzir a um deserto calcinado e
árido o solo antes fértil,
onde desfrutáveis de sombras amigas e doces frutos.

Sim; e as palavras são como a água que,
enquanto contida pela represa,
gera a energia de que necessitais e aplaca a vossa sede;
mas, quando liberta sem controle,
a tudo arrasa em seu curso.

Meditai sobre o que vos digo.
E vereis que há palavras que confortam e acariciam,
recuperando as forças de uma alma ferida e unindo corações,
em um afeto profundo, sincero e duradouro.

Mas existem, também,
palavras que cortam como afiados punhais.
E estas separam amantes, desfazem amizades,
provocam feridas que nem o passar do tempo
será capaz de fazer cicatrizar.

Há palavras que constroem;
que edificam religiões e sentimentos,
que podem mudar para melhor o curso de uma vida.
Mas também há aquelas que destroem pessoas,
reputações e esperanças.

Há palavras que são como o rouxinol,
cujo canto mavioso encanta os vossos ouvidos;
mas há também aquelas que são como o abutre,
sempre pronto a dilacerar a presa incauta e indefesa.

Lembrai-vos, porém,
de que a um e outro podeis manter na gaiola;
é a vós que pertence a decisão de a qual ireis libertar.
Porque a gaiola são os vossos lábios e escolheis as palavras que direis.

Pesai bem, portanto, as vossas palavras.
Guardai-vos de mentir e ofender; de desmerecer,
desanimar e diminuir aqueles que vos cercam.
Escusai-vos de julgar e proferir as vossas sentenças.

Cultivai, em vossos corações, os melhores sentimentos;
porque as palavras são a expressão do que está em vós,
e assim mais fácil vos será distribuir sempre,
ao vosso redor, as melhores palavras.

Abrigai em vós o amor e não pronunciareis palavras de ódio;
professai o perdão e não usareis palavras de ira e vingança;
abraçai a humildade e não vos acudirão
palavras de inveja ou arrogância.

Alijai de vossa alma o preconceito e
esquecereis as palavras de discriminação;
praticai a tolerância e não oferecereis palavras de irritação;
entregai-vos à fé e não pregareis a descrença.

Vigiai os vossos pensamentos e as vossas atitudes;
esta é a melhor forma de vigiardes as vossas palavras e seguirdes em paz,
cercados pelo carinho e pela amizade de vossos irmãos.

Que vos ajudarão a percorrer os vossos caminhos.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Nenhum comentário:

Postar um comentário