segunda-feira, 25 de julho de 2016

☜♡☞...AS ÁRVORES E OS AMORES...☜♡☞


Acreditais, acaso,
que os vossos amores sejam como as árvores?
Desiludi-vos, então.
E sabei que são, antes,
como as espumas alvas que flutuam sobre as ondas e
se desfazem mansamente,
quando o mar se quebra sobre a areia da praia.

Como as espumas, porém,
voltam a flutuar sobre as próximas ondas;
e as adornam, até que por sua vez morram na areia.
E assim será, por todo o tempo em que possam durar.
Porque esta é a natureza dos amores:
inconstante e variada.
Assim são os sentimentos da alma humana,
que habita na Mansão do Amanhã,
mas viaja com os ventos do hoje.

Em verdade, nada encontrareis de diferente.
E, se olhardes dentro de vossas almas,
vereis que não viveis os vossos amores com a mesma intensidade,
em todos os momentos.
Desejar que o amor seja o mesmo, em todas as horas,
seria como desejar que as nuvens seguissem
sempre na mesma direção,
à mesma velocidade, independentes dos ventos.

Pois nada existe de mais inconstante que as vossas emoções.
E, se a amizade é como o lago manso e confiável,
o amor é como o oceano, com as suas borrascas e calmarias.
A dualidade é da natureza do amor.
E é por isto,
que em algumas horas ele vos arrebata no fogo intenso do desejo e
em outras vos faz repousar no encanto meigo da ternura.

Não busqueis, portanto,
entender os vossos amores.
Nem os contabilizeis entre as vossas posses;
nem espereis que ainda estejam ao vosso lado,
quando vier o amanhã.
Vivei-os, apenas.
Pois outra forma não existe de experimentardes todos os prazeres,
nem todas as amarguras.
Sem o amor, não conheceríeis todos os sorrisos e todas as lágrimas.

Vivei-os, apenas.
Pois o tempo é relativo e,
se a eternidade é feita da mesma essência que o minuto,
um minuto de amor profundo e
compartilhado pode ser uma eternidade de vida!
Não esmiuceis o vosso amor,
nem procureis entendê-lo;
limitai-vos a senti-lo em vós.
Porque o amor é sentimento vivo,
e apenas em cadáveres pode ser feita a dissecação.

Aprendei que o amor não é segurança,
mas inquietude; não é dominação, mas companhia.
Amar não é receber, mas entregar-se;
não é a certeza, mas uma dúvida doce e constante.
Talvez o amor não esteja convosco, todo o tempo;
mas fará valer a pena cada minuto que estiver em vosso coração.
E, ainda que ausente,
estará em vossas mais doces lembranças.

Os vossos amores não são como as árvores.
Mas o amor está em vossas raízes.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Nenhum comentário:

Postar um comentário