sexta-feira, 27 de maio de 2016

☜♡☞VOSSAS INQUIETAÇÕES☜♡☞


Por que tanto vos inquietais?

Desconheceis, acaso,
que só ao amadurecer chega o fruto à plenitude do seu sabor?
E que apenas ao abrir-se o botão,
a rosa lança aos ares o seu delicado perfume?
O diamante resplandecente,
onde a luz assume as mil faces da beleza,
foi antes o feio carvão;
a pressão do solo e o tempo
criaram o brilho que encanta os vossos olhos.

Eu vos tenho dito que não vos é dado escolher
os ventos que impulsionarão o vosso barco,
durante a viagem pelo oceano da vida.
Podeis, apenas, posicionar as vossas velas.

É assim que é.
E não existe sabedoria em revoltar-se
contra os ventos do destino,
nem em aceitá-los passivamente;
é preciso controlar as velas,
para que a viagem possa seguir.

Esta é a diferença entre o barqueiro sensato
e o que se desespera ante o vendaval inesperado;
o primeiro chega à segurança do porto
e o outro vê afundar o seu barco.

Eis que o verdadeiro Eu se assemelha ao oceano:
nele se alternam ondas mansas,
que beijam docemente a praia,
e violentos vagalhões,
que vos fazem perder o rumo.

Não vos inquieteis, portanto;
buscai, antes, construir a paz,
em vosso coração e em vossa alma.
Porque a inquietação vos cega,
e a paz vos ajuda a encontrar o melhor caminho.

De cada homem, depende a sua paz interior.

E, assim como a pérola não é gerada pela ostra
senão quando a incomoda o corpo estranho,
também o melhor de vós surge apenas
quando vos fustiga o imprevisível destino.

Pois não existe o mérito da vitória,
senão quando existiu a inquietude da luta;
nem haverá conquista,
quando não houve dificuldades a serem vencidas.
É no fogo que se forja o aço.

É através do aprendizado,
que atingireis o Conhecimento.
E não o espereis isento de dores,
lutas e preocupações;
porque o trigo deve ser moído e ir ao forno,
para que haja o pão.

Aquietai-vos, portanto.
Fazei o melhor que vos for possível,
para que esteja em paz a vossa consciência,
e entregai ao Tempo os vossos problemas.
Ele se encarregará de resolvê-los.

Como ensinou o Mestre,
deveis seguir o exemplo dos lírios do campo,
que não fiam e nem tecem; e, no entanto,
nem Salomão em toda sua glória se vestiu como um deles.

Cuidai, sim, de fazer a vossa parte.
E não vos inquieteis com as dificuldades
que surgirem em vossos caminhos;
sejam quais forem,
por certo sereis capazes de ultrapassá-las.

Porque vos conduz a Mão do Universo.

__HASSAN__
☜♡☞...☜♡☞
☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Nenhum comentário:

Postar um comentário