sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

☜♡☞...O SENTIDO DA VIDA...☜♡☞


Eis que me perguntais qual o sentido da vida.

E como isto vos posso explicar?

Vede: o rio apenas corre, em seu leito, e fatalmente irá desaguar ao fim do seu curso. Assim como a flor apenas brota, e enfeita as vossas vidas enquanto dura a sua própria vida.

Pensais, entretanto, que exista um fim?

Acaso o rio, ao misturar-se ao mar, não continua a existir nas águas que lhe trouxe? E a flor, ao tombar sobre a terra, não faz nascer novas flores?

Não continua o rio a existir no mar, e a flor naquelas que ajudou a brotar?

Na Natureza, existe a Eternidade. E esta também existe em vós; contudo, deveis transformar-vos para que continue a evolução.

Abandonai as vossas angústias. E não vos entregueis às vossas dores; porque é curto o tempo de cada estada, e é à felicidade que o deveis consagrar.

Lembrai-vos, sempre, que o tempo não vos pertence. Não vos cabe marcar a hora da partida.

Assim, cada amanhecer pode ser o último; e, se isto tiverdes presente, sabereis gozar cada raio de sol.

Cada beijo, cada minuto de carinho, pode ser o último que vos cabe. Lembrai-vos desta verdade, para desfrutardes plenamente do amor.

Não deveis insistir na inútil procura.

Pois não vos é dado entender o sentido da vida. Cumpre-vos, apenas, viver. E fazer da vossa vida um canto à felicidade.

Acaso o fazeis, entretanto?

Não vos tenho eu visto, desprezando todos os motivos que tendes para serdes felizes, na louca angústia pelo que julgais que vos falte?

Em verdade, eu vos digo que recebeis as ferramentas para que possais construir a casa da vossa felicidade. E costumais utilizá-las para escavar o poço dos vossos sofrimentos.

Como, pois, pretendeis entender o sentido da vida?

Como os rios, um dia desaguareis no Mar. E, como as flores, tombareis um dia sobre a terra.

E, já que não vos é dado determinar esse dia, por que não aproveitardes o vosso curso e o vosso perfume?

Cantai, ao percorrer o vosso leito. Assim, as vossas águas haverão de carregar a tristeza para longe do vosso coração.

E oferecei ao beijo do sol cada uma de vossas pétalas. Pois é o calor que armazenardes que vos protegerá, durante a friagem da noite.

Não deveis buscar o sentido da vida.

Vivei, apenas. E desfrutai de toda a felicidade que a vida vos possa oferecer.

Buscai o prazer nos braços da vossa amada,
a esperança no olhar de vossos filhos,
a alegria nas coisas que vos fazem rir,
a paz de espírito em vosso verdadeiro Eu.

Se assim fizerdes, sereis felizes. E a felicidade se espalhará à vossa volta, como o perfume ao redor da flor e o frescor das águas em torno do rio.

Ao chegar o dia, as vossas águas claras tornarão mais límpido o azul do mar. E a força das vossas pétalas tornará o solo mais fértil do que nunca, fazendo nascer as mais belas flores.

Pois, ao abandonardes a busca e encontrardes a Vida, descobrireis o que hoje procurais.

Viver, apenas. E ser feliz.

É este o sentido da vida!

__Do Livro Hassan__
☜♡☞...☜♡☞
☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Nenhum comentário:

Postar um comentário