terça-feira, 17 de julho de 2012

"JESUS NEGRO"


Ele se aproximou, estendeu sua mão e disse:
-acalme-se e descanse em meus ombros.
Seus olhos brilhavam como o sol,
sua voz era doce como a brisa do mar.
Sentia-me amparado e seguro
Podia fechar meus olhos e dormir.
Mas percebi que a figura que se apresentava a mim,
era negra.
Confesso que fiquei desnorteado
Aquele não era o Cristo que aprendi a amar.
Meu Cristo sempre foi branco, de cabelos loiros
Mas ele estava ali esperando que eu me recuperasse.
Mas o sorriso e os olhos não me deixava dúvidas.
Era Ele sim, negro, mas sublime em todos os gestos.
Era Ele que sempre esteve comigo nas horas difíceis
Era Ele que me confortava nos momentos de angústia.
Era negro, mas era quem eu aprendera amar
Era Ele, quem me guiara nos lugares árduos.
Era meu herói que ali estava
Não importava sua cor...
Uma lágrima rolou pela minha face,
pela vergonha de ter sido tão mesquinho.
Ele nada disse, mas seu sorriso me contava sua história.
Seus olhos me indicavam o caminho a seguir.
Também sorri, achando tudo uma tolice.
Desejava pedir perdão, mas calou-me e caminhou comigo.
Ainda não sei se tudo foi um sonho.
Mas sei que naquele instante o tempo parou,
e mais uma vez Ele me renovou.
Compreendi a tolice de nosso egoísmo
Não é cor da pele que fará alguém melhor ou pior.
Mas o amor que levamos no coração,
isso sim é o que importa
Branco ou negro, não interessa, Ele será sempre meu guia
Meu farol, meu porto seguro...
Eduardo Baqueiro

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

Nenhum comentário:

Postar um comentário