sábado, 30 de junho de 2012

"A CONCHA E A PÉROLA"




Para gerar outra vida, a concha recebe a areia, que incomoda, e fere, e magoa, mas que, por defesa e ânsia de criação, a ostra envolve com camadas e camadas de Nácar puro...

(Como proteção, envolve o mínimo grão com sua melhor produção...)
E este, ínfimo grão mutante, de mais um entre milhares torna-se único.

Aquele que, burilado pelo tempo e pelo esforço, pelo contínuo trabalho, pelo doar-se constante de sua agora origem, torna-se pérola...

Que se mostra, e vive, e brilha, apenas e tão somente quando a concha se abre...

Ouse, nesta vida, ser concha!
Permita-se, nesta vida, ser pérola!

Quando alguém te magoar ou te ferir, revista-se da mais preciosa jóia de Deus:
cubra-se de amor e ternura.

Se seguirmos o exemplo da concha, o ódio não terá como se desenvolver, mais o amor se estenderá e será o revestimento mais belo e precioso que será dado em troca de toda areia da vida que venha nos ferir.

Autor Desconhecido

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

sexta-feira, 29 de junho de 2012

"OS DOIS POTES"



Certo carregador de água tinha 2 grandes potes, cada um pendurado numa ponta de um cabo,o qual ele carregava sobre os seus ombros.

Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre levava
a porção completa de água até o final da longa caminhada. O pote rachado chegava só
com a metade.

Por 2 anos isto se repetiu diariamente, com o carregador trazendo apenas um pote
e meio de água. Naturalmente, o pote perfeito orgulhoso de seu desempenho, perfeito
até o final para o propósito a que tinha sido feito. Mas o pobre pote rachado estava
envergonhado de sua própria imperfeição, e miserável por ser capaz de alcançar
apenas metade daquilo a que tinha sido feito para fazer.

Depois de 2 anos sentia ser um falha insuportável, ele um dia falou ao carregador
perto do riacho:
-Estou envergonhado de mim mesmo, eu quero me desculpar com você.
-quê?
-perguntou o carregador.
-Do que você está envergonhado?
-Tenho conseguido nestes 2 últimos anos, entregar apenas a meu carregamento porque
esta rachadura faz com que a água vaze pelo caminho. Por minha causa, você tem que
realizar todo este trabalho, e você não recebe o valor todo de seus esforços, disse o pote.
- O carregador sentiu pena do velho pote rachado, e em sua compaixão ele disse:

-Enquanto nós voltamos à casa, eu quero que você note as flores que há ao longo da trilha.

De fato, à medida que eles subiam a colina, o velho pote rachado notou o sol que aquecia
as lindas flores silvestres ao lado da trilha, e isto o animou um pouco.

Mas ao final da trilha, ele se sentia mal porque tinha vazado metade de seu carregamento,
e de novo se desculpou com o carregador por sua falha.

O carregador disse ao pote:

-Você notou que haviam flores apenas em seu lado da trilha, mas nenhuma do lado
do outro pote? É porque eu sempre soube de seu defeito, e aproveitei o mesmo.

Eu plantei sementes de flores do seu lado da trilha, e cada dia enquanto voltava do riacho,
você as regou. Por 2 anos eu tenho sido capaz de colher estas lindas flores para decorar a mesa.
Sem você do jeito que é, nunca iria ter esta beleza para agradar a casa.

Auto estima é estar verdadeiramente à vontade e em paz consigo mesmo. É Ter o conhecimento intimo e profundo de que você tem importância e de que é aceitável exatamente como você é.

Sem auto estima suficiente, você sente um vazio dolorido, que anseia por ser preenchido.
Perceba este vazio.
Só você poderá preenchê-lo.

Que possamos no decorrer de nossas vidas, ser um pote defeituoso...
Deixando cair por onde passamos, um pouco de amor a quem precisa!!!

Cada um de nós tem seus próprios defeitos. Somos todos potes rachados.

E se nós permitirmos, a natureza utilizará nossos defeitos...
Se você não gosta do modo como sua vida se apresenta, mude o seu modo de ver a vida.

Existem pessoas que te amam verdadeiramente, porque você é simplesmente....
você!!

(Autor desconhecido)

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

quinta-feira, 28 de junho de 2012

"O AMOR ☜♡♡☞ AOS 50"





Na nossa idade, depois do meio século,
o amor já percorreu estradas,
dobrou esquinas
e optou em encruzilhadas.
Já errou,
já acertou,
já deslizou,
Já arrependeu-se
e inevitavelmente, o tempo se foi.
Viveu-se o amor, perdeu-se o amor,
alguns pelas mãos de Deus,
outros pelo enfraquecimento do viver a dois.

Hoje o nosso olhar em direcção ao amor continua mais lindo,
pois na longa caminhada dos sentimentos,
aprendemos a somar, a dividir e a multiplicar,
sem oportunidades de diminuir
no conhecimento do sentimento do amor.

O amor maduro chega de mansinho
e aloja-se em nossa vida,
sem tempo para acabar.
O caminhar a dois é mais sereno,
a cumplicidade existe,
o carinho é mais espontâneo,
não nos inibimos diante do querer,
a sintonia é completa
e as lembranças são depositadas
no álbum das saudades,
que guardamos de um tempo que não volta mais.

Namorar na nossa idade
é carregar a ternura no olhar.
O brilho é mais intenso,
a vontade de acertar é mais forte.
A construção do caminhar a dois
é a soma do querer,
é o encontro de duas almas
aplaudidas por dois corações
que dividem a emoção de amar.
As pequeninas atitudes,
os gestos e os detalhes
são os alimentos que sustentam este amor.

Viver a dois é a alegria da companhia,
do carinho, dos beijos ainda ardentes,
dos insinuantes olhares
quando o desejo se manifesta
e a promessa no olhar de que em todo amanhecer,
será o mais belo bom dia entre dois seres
que encontraram o amor.

Desconheço autor

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

quarta-feira, 27 de junho de 2012

☜♡☞CONSTRUINDO PONTES☜♡☞




Conta-se que, certa vez, dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito.

Foi a primeira grande desavença em toda uma vida trabalhando lado a lado, repartindo as ferramentas e cuidando um do outro.

Durante anos eles percorreram uma estrada estreita e muito comprida, que seguia ao longo do rio para, ao final de cada dia, poderem atravessá-lo e desfrutar um da companhia do outro. Apesar do cansaço, faziam a caminhada com prazer, pois se amavam.

Mas agora tudo havia mudado. O que começara com um pequeno mal entendido finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.

Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem na sua porta. Ao abri-la notou um homem com uma caixa de ferramentas de carpinteiro na mão.

Estou procurando trabalho- disse ele. Talvez você tenha um pequeno serviço que eu possa executar.

Sim! - disse o fazendeiro - claro que tenho trabalho para você. Veja aquela fazenda além do riacho. É do meu vizinho. Na realidade, meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo.

- Vê aquela pilha de madeira perto do celeiro? Quero que você construa uma cerca bem alta ao longo do rio para que eu não precise mais vê-lo.

Acho que entendo a situação - disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos que certamente farei um trabalho que lhe deixará satisfeito.

Como precisava ir à cidade, o irmão mais velho ajudou o carpinteiro a encontrar o material e partiu.

O homem trabalhou arduamente durante todo aquele dia medindo, cortando e pregando. Já anoitecia quando terminou sua obra.

O fazendeiro chegou da sua viagem e seus olhos não podiam acreditar no que viam. Não havia qualquer cerca!

Em vez da cerca havia uma ponte que ligava as duas margens do riacho.

Era realmente um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou: você foi muito atrevido construindo essa ponte após tudo que lhe contei.

No entanto, as surpresas não haviam terminado.

Ao olhar novamente para a ponte, viu seu irmão aproximando-se da outra margem, correndo com os braços abertos.

Por um instante permaneceu imóvel de seu lado do rio. Mas, de repente, num só impulso, correu na direção do outro e abraçaram-se chorando no meio da ponte.

O carpinteiro estava partindo com sua caixa de ferramentas quando o irmão que o contratou pediu-lhe emocionado: "espere! fique conosco mais alguns dias".

E o carpinteiro respondeu: "eu adoraria ficar, mas, infelizmente, tenho muitas outras pontes para construir."

E você, está precisando de um carpinteiro, ou é capaz de construir sua própria ponte para se aproximar daqueles com os quais rompeu contato?
As pessoas que estão ao seu lado, não estão aí por acaso.
Há uma razão muito especial para elas fazerem parte do seu círculo de relação.
Por isso, não busque isolar-se construindo cercas que separam e infelicitam os seres.
Construa pontes e busque caminhar na direção daqueles que, por ventura, estejam distanciados de você.
E se a ponte da relação está um pouco frágil, ou balançando por causa dos ventos da discórdia, fortaleça-a com os laços do entendimento e da verdadeira amizade.

Agindo assim, você suprirá suas carências afetivas e encontrará a paz íntima que tanto deseja.

-Autor Desconhecido-

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

terça-feira, 26 de junho de 2012

☜♡☞ERA UMA VEZ☜♡☞





Era uma vez um menininho bastante pequeno que contrastava com a escola bastante grande.
Uma manhã, a professora disse:
- Hoje nós iremos fazer um desenho.

"Que bom!"- pensou o menininho.
Ele gostava de desenhar leões, tigres, galinhas, vacas, trens e barcos... Pegou a sua caixa de lápis-de-cor e começou a desenhar.

A professora então disse:
- Esperem, ainda não é hora de começar !

Ela esperou até que todos estivessem prontos.
- Agora, disse a professora, nós iremos desenhar flores.

E o menininho começou a desenhar bonitas flores com seus lápis rosa, laranja e azul.

A professora disse:
- Esperem ! Vou mostrar como fazer.

E a flor era vermelha com caule verde
- Assim, disse a professora, agora vocês podem começar.

O menininho olhou para a flor da professora, então olhou para a sua flor. Gostou mais da sua flor, mas não podia dizer isso... Virou o papel e desenhou uma flor igual a da professora.
Era vermelha com caule verde

Num outro dia, quando o menininho estava em aula ao ar livre, a professora disse:
- Hoje nós iremos fazer alguma coisa com o barro.

- "Que bom !". Pensou o menininho.
Ele gostava de trabalhar com barro. Podia fazer com ele todos os tipos de coisas: elefantes, camundongos, carros e caminhões. Começou a juntar e amassar a sua bola de barro.

Então, a professora disse:
- Esperem ! Não é hora de começar !

Ela esperou até que todos estivessem prontos.
- Agora, disse a professora, nós iremos fazer um prato.

"Que bom !" - pensou o menininho.
Ele gostava de fazer pratos de todas as formas e tamanhos.

A professora disse:
- Esperem ! Vou mostrar como se faz. Assim, agora vocês podem começar.

E o prato era um prato fundo

O menininho olhou para o prato da professora, olhou para o próprio prato e gostou mais do seu, mas ele não podia dizer isso.
fez um prato fundo, igual ao da professora.

E muito cedo o menininho aprendeu a esperar e a olhar e a fazer as coisas exatamente como a professora.

E muito cedo ele não fazia mais coisas por si próprio.



Então aconteceu que o menininho teve que mudar de escola.

Essa escola era ainda maior que a primeira.

Um dia a professora disse:

- Hoje nós vamos fazer um desenho.

"Que bom !"- pensou o menininho e esperou que a professora dissesse o que fazer.

Ela não disse. Apenas andava pela sala.

Então foi até o menininho e disse:

- Você não quer desenhar ?

- Sim, e o que é que nós vamos fazer ?

- Eu não sei, até que você o faça.

- Como eu posso fazê-lo ?

- Da maneira que você gostar.

- E de que cor ?

- Se todo mundo fizer o mesmo desenho e usar as mesmas cores, como eu posso saber o que cada um gosta de desenhar ?

- Eu não sei . . .

E então o menininho começou a desenhar
uma flor vermelha com o caule verde
Helen Buckley


Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞




domingo, 24 de junho de 2012

"DESIDERATA"




Siga tranqüilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se de que há sempre paz no silêncio.
Tanto quanto possível sem humilhar-se, mantenha-se em harmonia com todos que o cercam.
Fale a sua verdade, clara e mansamente.
Escute a verdade dos outros, pois eles também têm a sua própria história.

Evite as pessoas agitadas e agressivas: elas afligem o nosso espírito. Não se compare aos demais, olhando as pessoas como superiores ou inferiores a você: isso o tornaria superficial e amargo.

Viva intensamente os seus ideais e o que você já conseguiu realizar.
Mantenha o interesse no seu trabalho, por mais humilde que seja ele é um verdadeiro tesouro na contínua mudança dos tempos.

Seja prudente em tudo o que fizer, porque o mundo está cheio de armadilhas.
Mas não fique cego para o bem que sempre existe.
Em toda parte, a vida está cheia de heroísmo.

Seja você mesmo.

Sobretudo, não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira, pois, no meio de tanta aridez, ele é perene como a relva.

Aceite, com carinho, o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os impulsos inovadores da juventude.

Cultive a força do espírito e você estará preparado para enfrentar as surpresas da sorte adversa. Não se desespere com perigos imaginários: muitos temores têm sua origem no cansaço e na solidão.

Ao lado de uma sadia disciplina conserve, para consigo mesmo, uma imensa bondade.

Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui e, mesmo se você não pode perceber, a terra e o universo vão cumprindo o seu destino.

Procure, pois, estar em paz com Deus, seja qual for o nome que você lhe der. No meio do seu trabalho e nas aspirações, na fatigante jornada pela vida, conserve, no mais profundo do seu ser, a harmonia e a paz.

Acima de toda mesquinhez, falsidade e desengano, o mundo ainda é bonito.

Caminhe com cuidado, faça tudo para ser feliz e partilhe com os outros a sua felicidade".
(ad)

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞





DESIDERATA - Do Latim Desideratu:
Aquilo que se deseja, aspiração.

Este texto foi encontrado na velha Igreja de Saint Paul, Baltimore, datado de 1692. Foi citado no livro "Mensagens do Sanctum Celestial", do Fr. Raymond Bernard.
Há também quem atribua a autoria da Desiderata ou "Desideratha" a um autor hindu desconhecido.


sábado, 23 de junho de 2012

"HÁ COISAS BONITAS NA VIDA"




Mas, bonitas são as coisas vindas
do interior de cada um, as palavras simples,
sinceras e significativas.

Bonito é o sorriso que vem de dentro,
o brilho dos olhos, o beijo soprado...

Bonito é o dia de sol depois da noite
chuvosa ou as noites enluaradas
de verão em que quase todos passeiam...

Bonito é procurar estrelas no céu
e dar de presente ao amigo,
amiga, namorado, neto...

Bonito é achar a poesia do vento,
das flores, do mato, dos animais
e das crianças.

Bonito é chorar quando sentir vontade
e deixar as lágrimas rolarem sem
vergonha ou medo de crítica.

Bonito é gostar da vida e
se deixar viver de um sonho.

Bonito é ver a realidade da vida,
sem nunca ser extremista,
e acreditar na beleza de todas as coisas.

Bonito é a gente continuar sendo
gente com G maiúsculo
em qualquer situação, principalmente
nos momentos de dificuldade.

Bonito é você ser você...
nesta bonita vida...!!
Letícia Thompson

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞



quinta-feira, 21 de junho de 2012

"TOQUES ETÉREOS DO CORAÇÃO"




Aquilo que dá no coração...
Quem explica?
O que se sente...
E só Deus sabe.

Aquilo que arrebata a gente,
Viaja por entre os planos...
Como uma Luz.

Do centro do sol ao peito da gente;
De coração a coração.
Sentimento voando invisivelmente.

Talvez, como uma linda canção;
Ou, quem sabe, como toques etéreos?...
Viajando na Luz e iluminando a gente.
Sim, bem mais do que sabemos.

Aquilo que dá asas aos nossos sonhos.
Quem compreende?
O que só Deus sabe...
E que é como a Luz.

Aquilo que dá no coração...
É Amor. É Canção. É Luz.
E viaja por entre os planos...
E quem ama, sabe.

E, se alguém perguntar a Deus, talvez Ele diga:
Isso só se sente, não se explica.

Aquilo que dá no coração...


Com Amor e Gratidão.
Paz e Luz.

- Wagner Borges –

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞



P.S.:
Ah, os pensamentos e sentimentos viajam bem longe...
E nem mesmo uma porta de aço tem como bloqueá-los.
Porque eles são etéreos e chegam ao coração.
E, assim, o que se sente é real.
Sim, bem mais do que o que se toca no mundo.
Bem mais do que supomos e além do que somos.
E quando o coração fala ao coração, não há mais nada a dizer.

Com Amor e Gratidão.
Paz e Luz.

- Wagner Borges –




domingo, 17 de junho de 2012

"GRATIDÃO"






SENTIMENTO QUE UNE OS CORAÇÕES À LUZ


Para você, que sente um Grande Amor.
Para você, que caminha com Fé.
Para você, que confia na Luz.
Para você, que caminha com gratidão.
Para você, que escuta a canção do Eterno.
Para você, que se encanta com a vida.
Para você, que perdoa e, também, se perdoa.
Para você, que sente o coração do Todo em tudo.
Para você, que não consegue odiar nem fazer o mal.
Para você, que sabe o valor da vida.
Para você, que dá e recebe flores.
Para você, que ainda ri igual criança arteira.
Para você, que se atreve a ser feliz, aqui e agora!
Para você, que sabe que é um espírito, por discernimento.
Para você, que gosta de Jesus e Buda.
Para você, que gosta de Krishna e Yemanjá.
Para você que gosta de Maomé e Kuan-Yin.
Para você, que gosta do Pai Joaquim e Moisés.
Para você, que gosta da luz do sol e se sente vivo(a)...
Para você, que gosta do brilho suave da lua, e se inspira...
Para você, que não deixa seu coração escurecer, por nada.
Para você, que sabe que não morre, e isso é consciência!
Para você, que canta a Luz, mesmo diante dos problemas.
Para você, que, mesmo cansado(a), jamais trai seu coração.
Para você, que agradece a Luz, por tudo.
Para você, que tem defeitos, sim, mas que está lutando para melhorar.
Para você, que sabe que espiritualidade não é doutrina, é consciência!
Para você, a quem eu agradeço, por estar aqui, em espírito e verdade.
Para você, a quem Deus trouxe no colo até aqui, para somar na egrégora*.
Para você, amigo(a) de jornada espiritual, que caminha junto na senda do Eterno...
Para você, que é da Luz... Muito obrigado, por estar aqui, de coração.
Para você, que compreende...

(Dedicado aos estudantes e trabalhadores espirituais, de todas as linhas e planos, em nome do Eterno.)

Com Gratidão.
Paz e Luz.
Wagner Borges

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞



"Notas:
* Egrégora - do grego “Egregorien”, que significa “velar”, “cuidar” - é a atmosfera coletiva plasmada espiritualmente num certo ambiente, decorrente do somatório dos pensamentos, sentimentos e energias de um grupo de pessoas voltado para a produção de climas virtuosos no MUNDO"





sábado, 16 de junho de 2012

"HOMEM ☜♡♡☞ MULHER"




O homem é a mais elevada das criaturas.

A mulher é o mais sublime dos ideais.

Deus fez para o homem um trono;

Para a mulher um altar.

O trono exalta; o altar santifica.

O homem é o cérebro; a mulher o coração, o amor.

A luz fecunda; o amor ressuscita.

O homem é o gênio; a mulher o anjo.

O gênio é imensurável; o anjo indefinível.

A aspiração do homem é a suprema glória;

A aspiração da mulher, a virtude extrema.

A glória traduz grandeza; a virtude traduz divindade.

O homem tem a supremacia; a mulher a preferência.

A supremacia representa força

A preferência representa o direito.

O homem é forte pela razão; a mulher invencível pelas lágrimas.

A razão convence; a lágrima comove.

O homem é capaz de todos os heroísmos;

A mulher de todos os martírios.

O heroísmo enobrece; os martírios sublimam.

O homem é o código; a mulher o evangelho.

O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.

O homem é o templo; a mulher, um sacrário.

Ante o templo, nos descobrimos;

Ante o sacrário ajoelhamo-nos.

O homem pensa; a mulher sonha.

Pensar é ter cérebro;

Sonhar é ter na fronte uma auréola.

O homem é um oceano; a mulher um lago.

O oceano tem a pérola que embeleza;

O lago tem a poesia que deslumbra.

O homem é a águia que voa; a mulher o rouxinol que canta.

Voar é dominar o espaço; cantar é conquistar a alma.

O homem tem um fanal; a consciência;

A mulher tem uma estrela : a esperança.

O fanal guia, a esperança salva.

Enfim ...

O homem está colocado onde termina a terra;

A mulher onde começa o céu ...
Victor Hugo

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞




sexta-feira, 15 de junho de 2012

"VOAR SEMPRE..."




Passamos uma vida presos, qual pássaros em suas gaiolas!
Medo de amar, de olhar a vida de frente...

E, naquele pequeno espaço, cantamos nossas dores e sonhos!
Muitas vezes, as portas de nossas gaiolas se abrem...
Mas permanecemos ali, acostumados,
encolhidos as nossas vontades e sonhos!

Não tenha dúvida amigo, à primeira oportunidade,
deve alçar o vôo dos falcões, calma, confiante, determinado!
Ame sem medo, brinque um pouco com a vida !

Não tenha medo dos rochedos e sobre eles,
estenda a suas asas corajosas de falcões!

Solte-se ao vento, e deixe-a, levá-la ao sonho!

Como o Condor, tente enxergar as pequeninas coisas a sua
volta e saber apreciá-las, dando um sentido novo a sua vida !

Não seja passarinho de gaiola, mas, Falcões e Condores do céu !

A cada dia existe uma renovação constante,
e nunca um será como o outro...

Não há dores eternas, lágrimas eternas, perdas eternas!

Há sorrisos, esperando-lhe, dias de sol, o abraço dos amigos,
dos filhos e tantos sonhos lindos !

Um amor lhe espera, para com você, voar...voar ..
Porque a vida é um recomeçar diário de um vôo!

E, gaiolas não foram feitas para pássaros...
Tão pouco para Falcões !
Rejane R. C. Lopes

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

quinta-feira, 14 de junho de 2012

"AMOR-PRÓPRIO"





Se Amor é a minha Essência e o meu ego não a reconhece como tal ou a nega, então o amor-próprio estará lá para dar uma ajuda de percepção e gerar energia de equilíbrio.

Se Eu Sou Amor e Luz, amor-próprio será uma redundância, não é?...
Porém, se Eu Sou Amor e Luz no intelecto mas ainda estou a aprender a fazer o alinhamento nas outras minhas dimensões de matéria densa, é natural procurar desenvolver amor-próprio para melhor guiar o meu crescimento. É, assim, um farol de integridade; de não-esquecimento ou lembrança do que Eu Sou.

Na prática significa, muito simplesmente, que para as minhas zonas de carência tenho, no meu amor-próprio, um aliado que me liga à Fonte e a Fonte tudo Ilumina!

Aqui reside o Poder Divino a que pertenço mas que tão frequentemente esqueço e coloco em dúvida... e só me lembro quando leio textos como este; quando outras pessoas ou acontecimentos me o fazem recordar... De facto se esqueço é porque ainda não integrei e se ainda não integrei é porque ainda tenho caminho por fazer.

Então a minha carência diz-me o que tenho de trabalhar em mim e isto é uma Bênção: a carência é um indicador e não um gerador de dor ou de ausência!
E assim é, mesmo nos momentos mais difíceis, de maior tristeza ou desalento, e se os temos é porque os precisamos de ter!

Eu sei que é fácil falar de cadeira, sem ter o envolvimento das circunstâncias dos outros, principalmente num mundo vestido de sofrimento e sacrifício. Porém é o ego que assim rotula esse mundo.
Aprender e Saber olhar a minha carência como indicador é uma enorme Benção!

Daí que, se eu tenho o Amor em mim, no meu coração, então não preciso de o procurar no exterior para existir; não preciso do amor do outro!

Não ter necessidade do amor do outro é realizar que esse amor já se encontra dentro de mim... Este é um dos conceitos mais difíceis de integrar mas sem duvida o mais forte: eu não preciso do teu amor porque tenho o amor em mim, aqui bem no centro do meu coração!
Quanto mais integrar este processo mais deixo o amor-próprio para trás e mais me aproximo da minha Essência em Amor.

Grande desafio este de colocar o Amor no Centro da Minha Vida!
Que poderoso e transformador é este sentir!

Francis Savler

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞






quarta-feira, 13 de junho de 2012

"AS JANELAS DA ALMA"




Paixão...
Laços eternos...
Uma atração irresistível.
A sensação de mergulhar dentro dos olhos do outro...
Coragem de chutar o balde.
O quebra-cabeças se encaixa e as respostas aparecem do nada.
Como se esperasse a vida toda por esta conexão!

Olhos nos olhos: encontro de almas gêmeas.
Como explicar a magia da corrente que acontece naquele breve eternidade?
Faísca de desejo, amor sem fim, outra realidade.
Troca de energia.
A comunicação muda, mas tão cheia de significados...

A intuição pede...
Quer curtir os momentos.
Deixar de renunciar!
Aconchego. Abrir o coração...
Os olhos choram de felicidade.
Uma luz maravilhosa invade todo o ser.
Sintonia.
Transmissão de pensamentos.
Sincronicidade...

A transparência do olhar revela as emoções tão escondidas.
Projetos de vida, realizações, concretização de objetivos.
É o máximo que se almeja?
Onde está a criatividade, a alegria, os sonhos?
O sussurro do vento.
Dimensões paralelas...

Cada dia tem o seu segredo...
Os olhos não mentem.
São as janelas da alma.
A paixão recolhida, o amor incondicional, o medo da atração, a vontade de viver!
Os olhos gritam para a liberdade, o desejo de ser feliz, a canção do amanhecer...

Indicam a luz no fim do túnel, a beleza do pôr-do-sol,
refletem a magia de um primeiro olhar.
Um coração que explode de prazer.
E a vida acontece naquele exato instante!
Pequenos gestos tão marcantes.
Inesquecíveis...

Um grande amor, que vire a vida do avesso!
Provoque mudanças positivas.
Faça vir à tona reais intenções.
Carícias na pele.
Curtir as sensações indescritíveis.
Encantamento.
Momento de escolhas...

Não mais ceder, sacrificar, vegetar.
Assumir a responsabilidade da própria vida.
Ser e não ter...
Vitórias.
Oportunidades.
Encarar transformações profundas.
Para que a história faça sentido.
Para que o amor domine toda a essência do ser.
Para que haja paz e felicidade...

Mon Liu

Carinhosamente
Ninna Angel☜♡☞


terça-feira, 12 de junho de 2012

"ALMA ☜♡♡☞ GÊMEA"






Você é minha Alma Gêmea,
E encontrando-o, não posso perdê-lo.
Pois com você sou lua crescente,
Sem você, apenas uma estrela cadente.
Somos duas almas que se encontram
Casualmente, eternamente.
Somos duas estrelas que dançam
Infinitamente.

Você é a luz que me aquece, calor que
Me irradia...
É a vida que se desdobra e me entontece.
Tem uma beleza infinita.
Perfeição, pureza mais que bonita...
É o meu amor, minha vida.
É meu caminho precioso,
É a calma que me conduz nas noites
Mais escuras...
É o meu desejo mais gostoso!

Alma Gêmea da minha vida,
Sem sua existência eu desvaneceria,
Não haveria luz, nem dia,
Eu simplesmente, não existiria...
Eu seria como o tempo parado,
E seria como a chuva...
Sem ter o que molhar.
É tua existência que faz a minha!

Com você, posso ser eu mesmo...
Posso voltar a ser criança,
Pular de alegria, sorrir com você...
Em você posso confiar.
Contar minhas dores, e chorar...
Pois eu sei que você me confortará,
E me dará forças... Me deixará bem!

Pois com lágrimas, ou sorrisos...
Para duas Almas Gêmeas,
O final é sempre o mesmo...
Felizes para sempre!

Shirley Avancinni
E
Marcos Cione

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡♡☞



segunda-feira, 11 de junho de 2012

"A ALMA E O AMOR"





A alma necessita amar e ser amada....
A alma é filha do amor de Deus.
Nasceu do amor e é nutrida pelo amor!
Assim como a terra calcinada pelo calor escaldante, precisa do amor da chuva, para que as sementes brotem em florescências de vida, a flor precisa dos beijos dos raios solares, o dia precisa do sol, os pássaros do espaço para voar, o lago da presença das árvores, a alma precisa do amor para viver.
A alma filha do amor do Pai Celestial e da Mãe matéria, necessita do fluxo de amor, para viver.
Ela não sobrevive sem amor.
O amor é vida, é a razão da sua existência, a sustentação do seu Ser, o Alfa e o Ômega, o Tudo, desejado e amado.
O amor é, para a alma, a essência do seu ser, a sustentação da sua imortalidade, e tudo que existe foi criado pelo Altíssimo, por amor, com amor para a alma.
A falta de amor para a alma é como a falta de sangue para o organismo humano.
Tudo que existiu, existe e existirá é oferenda de amor do Criador para sua amada, um pedaço do coração de Deus, para sua filha, a Alma imortal.
Os mundos, constelações, galáxias e Universos, que rolam nos espaços siderais, são criações de Deus para a alma sua amada.
Tudo foi feito para a alma.
Nenhuma galáxia do cosmos existiria, se a alma não existisse.
A alma é a herdeira dos universos, pois tudo lhe pertence porque pertence a Deus seu Pai amado.
Deus ama a alma sua filha, a Alma ama Deus seu Pai.
Este amor é irresistível, Deus espera com paciência que a alma descubra sua paternidade, a alma ama seu Pai, mas desconhece sua filiação, embora sinta um amor inexplicável por Deus seu Pai.
Faltar amor para a alma é como faltar ar para o afogado.
O pulmão não vive sem ar, a alma não vive sem amor.
Assim como o pássaro busca a companheira, os astros que rolam nos abismos do espaço, não velejam sós no oceano cósmico, pois caminham unidos pela força de atração do amor, constituindo famílias, nos sistemas solares, unidos pela força de gravidade das constelações, que percorrem seus caminhos cósmicos, vinculados pelo amor gravitacional.
O que é a gravidade senão amor cósmico, a união familiar como ocorre no amor terreno?
A alma precisa amar... esta é razão da sua existência.
O corpo quer paixão, desejo incontrolável, volúpia e sensações fortes, naquela busca de emoções que não sabe como, ou onde encontrar, que confunde com posses e desejos. A alma precisa ofertar tudo, esta é a razão da sua vida, o corpo precisa receber tudo na sua incontida volúpia.
A alma tudo dá.
O corpo tudo quer!
A alma só se realiza no altruísmo, o corpo no desejo!
A alma ama tudo, o corpo ama a si próprio e tudo quer para si e nada oferece!
A alma é o amor, o corpo o receptáculo deste amor.
O corpo sonha com o amor da alma, mas desconhece a força deste amor, e corrompe esta fonte de água pura imaculada, com o lodo do desejo vil.
O corpo muitas vezes transforma o amor da alma em ódio abrasador!
Rancor, raiva, desdém, injuria, egocentrismo, e tudo que se conhece de sentimentos desairosos, é o amor da alma, contaminado em sua prístima beleza, como uma fonte imaculada contaminada por dejetos lastimosos!
É o incontido desejo deteriorando a santidade e a beleza da alma!
O ser humano precisa amar, assim como os astros do céu precisam do amor gravitacional.

Amor, eterno amor!

Ismael de Almeida

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞


domingo, 10 de junho de 2012

QUANDO ENCONTRAR ALGUÉM...





... E esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção:
pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta:
pode ser a pessoa
que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se à vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça:
Deus te mandou um presente divino
O Amor.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se:
vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa:
você poderá contar com ela em qualquer momento
de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos
emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver à outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir morrer, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.
É uma dádiva.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.
Ou às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixa-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da
vida:
O Amor

Carlos Drummond de Andrade

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

sábado, 9 de junho de 2012

"O BOSQUE'





Tempos atrás eu era vizinho de um médico cujo "hobby" era plantar árvores no enorme quintal de sua casa. Às vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar árvores e mais árvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto, era o fato de que ele jamais regava as mudas que plantava.

Passei a notar, depois de algum tempo, que suas árvores estavam demorando muito para crescer. Certo dia, resolvi então aproximar-me do médico e perguntei se ele não tinha receio de que as árvores não crescessem, pois percebia que ele nunca as regava. Foi quando, com um ar orgulhoso, ele me descreveu sua fantástica teoria.

Disse-me que, se regasse suas plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima. Como ele não as regava, as árvores demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a migrar para o fundo, em busca da água e das várias fontes nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo. Assim, segundo ele, as árvores teriam raízes profundas e seriam mais resistentes às intempéries. Essa foi a única conversa que tive com aquele meu vizinho.

Logo depois fui morar em outro país, e nunca mais o encontrei. Vários anos depois, ao retornar do exterior fui dar uma olhada na minha antiga residência. Ao aproximar-me, notei um bosque que não existia antes. Meu antigo vizinho havia realizado seu sonho!

O curioso é que aquele era um dia de um vento muito forte e gelado, em que as árvores da rua estavam arqueadas, como se não estivessem resistindo ao rigor do inverno, entretanto, ao aproximar-me do quintal do médico, notei como estavam sólidas as suas árvores: praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente àquela ventania toda. Que efeito curioso, pensei eu... As adversidades pela qual aquelas árvores tinham passado, tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que o conforto o tratamento mais fácil jamais conseguiriam.

Todas as noites, antes de ir me deitar, dou sempre uma olhada em meus filhos, debruço-me sobre suas camas e observo como têm crescido. Freqüentemente, oro por eles. Na maioria das vezes, peço para que suas vidas sejam fáceis: "Meu Deus, livre meus filhos de todas as dificuldades e agressões desse mundo". Tenho pensado, entretanto, que é hora de alterar minhas orações. Essa mudança tem a ver com o fato de que é inevitável que os ventos gelados e fortes nos atinjam e aos nossos filhos. Sei que eles encontrarão inúmeros problemas e que, portanto, minhas orações para que as dificuldades não ocorram, têm sido ingênuas demais. Sempre haverá uma tempestade, ocorrendo em algum lugar, portanto, pretendo mudar minhas orações.

Farei isso porque, quer nós queiramos ou não, a vida não é muito fácil. Ao contrário do que tenho feito, passarei a orar para que meus filhos cresçam com raízes profundas, de tal forma que possam retirar energia das melhores fontes, das mais divinas, que se encontram nos locais mais remotos.

Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir para desenvolver raízes fortes e profundas, de tal modo que quando as tempestades chegarem e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente, ao invés de sermos subjugados e varridos para longe.

Autor desconhecido

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞


sexta-feira, 8 de junho de 2012

SOPRE AS CINZAS...




...só por sacanagem!


Quem feriu você já feriu e já passou.
Lá na frente encontrará o inevitável retorno
e pelas mãos de outrem será ferido também.
A Vida se encarregará de dar-lhe o troco
e você, talvez, nem jamais fique sabendo.

O que importa de verdade é o que você sentiu
e, mais importante, é o que ainda você sente:

Mágoa? Rancor? Ressentimento? Ódio?

Você consegue perceber que esses sentimentos
foram escolhidos por você?
Somos nós que escolhemos o que sentir
diante de agressões e de ofensas.

Quem nos faz o " mal " é responsável pelo que faz,
mas NÓS somos responsáveis pelo que sentimos.
Essa responsabilidade tem a ver com o Amor que
devemos e temos que sentir por nós mesmos.

O ofensor fez o que fez e o momento passou,
mas o que ficou aí dentro de você?

Mágoa?
- Você sabia que de todas as drogas ela é a mais cancerígena?
Pela sua própria saúde, jogue-a fora.

Rancor?
- Ele é como um alimento preparado com veneno irreconhecível:
dia mais, dia menos,
você poderá contrair doenças
de cujas origens nem suspeitará.

Ressentimento?
- Pois imagine-se vivendo dentro de um ambiente
constantemente poluído, enfumaçado, repleto de
bactérias e de incontáveis tipos de vírus:
é isso que seu coração e
seus pulmões estão tentando aguentar.
Até quando você acha que eles vão resistir?

Ódio?
- Seus efeitos são paralisantes.
Seu sistema imunológico entrará em conflito
com esse veneno que com o tempo poderá
colocar você face a face com a morte
e talvez muito tarde você venha a perceber
que melhor seria ter deixado que seu agressor
colhesse os frutos do próprio plantio.

Por seu próprio Bem e só pelo seu Bem, perdoe.

O perdão o libertará e o fará livre para ser feliz.
Esqueça o " mal " que lhe foi feito.
Deixe que seu ofensor lembre-se dele através das
consequências com que, certamente, virá a arcar.

Mude seu destino ... seja o comandante da sua nau!
Escolha o melhor caminho para sua " viagem ".

... e se outras vezes o ferirem, perdoe ...
Perdoe ... nem que seja só por sacanagem !
Silvia Schmidt

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

quinta-feira, 7 de junho de 2012

AMAR É...




...EMBARCAR EM UMA VIAGEM.

A única certeza que temos é a de que o amor
é uma condição inerente ao ser humano.
Assim como a flor emana seu perfume,
o homem naturalmente exala o amor.

Amar é uma viagem a ser feita com alguém,
na qual, ao mesmo tempo em que desfrutamos
essa entrega, desvendamos os mistérios
que ela nos apresenta a cada momento.
O amor é uma força que nos leva a enfrentar
todos os nossos medos, criados desde
as primeiras experiências dolorosas de aproximação.
Nos torna corajosos e ousados, prontos a desafiar
o tédio e o comodismo, a enfrentar o cotidiano,
sem deixá-lo se transformar em rotina.
Ele faz nos sentirmos aprendizes, concedendo-nos
a suprema compreensão de que, quando somos
movidos pelo impulso do amor, realizamos algo.
No amor, não estamos nos submetendo ao outro,
mas sim obedecendo às ordens do sábio
que existe dentro de nossos corações.

O amor nos dá coragem para enfrentar todas
as mensagens negativas ouvidas na infância,
do tipo “homem não presta”
e “mulher só dá trabalho”,
que poluem nossos pensamentos.
É um sentimento que nos proporciona a sensação
de gratidão para com a existência; um sentimento
de ser abençoado pela dádiva divina.
Em retribuição, somos levados a cuidar desse amor.
Por isso, não podemos exigir
a perfeição do ser amado,
pois, como dizia o filósofo grego Aristóteles:
“O amor é o sentimento dos seres imperfeitos,
posto que a função do amor
é levar o ser humano à perfeição”.

O amor é muito mais que o encontro de dois corpos,
muito mais que a união entre duas pessoas.
É a própria consciência da existência:
a crença nas forças divinas, que cuidam de todo
o universo e que nos levam um ao outro,
com a mesma fluidez com que aproximam
uma nuvem de uma montanha,
que nos proporcionam uma força sobre-humana,
que dão energia ao vento, ao mar
e à chuva e que nos tornam grandes
como pinheiros gigantescos.

No amor, seguimos um caminho realizando
uma história, cujo final, apesar de todo
o nosso conhecimento,
só vamos saber quando a completarmos.

A única certeza que temos é a de que o amor
é uma condição inerente ao ser humano.
Assim como a flor emana seu perfume,
o homem naturalmente exala o amor.
Isso é tão inevitável quanto é impossível
proibir a terra molhada de desprender seu cheiro.
Roberto Shinyashiki

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞


quarta-feira, 6 de junho de 2012

"AFINIDADE"





Não é o mais brilhante,
mas é o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
Não importa o tempo, a ausência,
os adiantamentos, a distância, as impossibilidades.

Quando há AFINIDADE,
qualquer reencontro retoma a relação,
o diálogo, a conversa,
o afeto, no exato ponto
de onde foi interrompido.

AFINIDADE é não haver
tempo mediante a vida.
É a vitória do adivinhado sobre o real,
do subjetivo sobre o objetivo,
do permanente sobre o passageiro,
do básico sobre o superficial.

Ter AFINIDADE é muito raro,
mas quando ela existe,
não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Ela existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que as
pessoas deixam de estar juntas.

AFINIDADE é ficar longe,
pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que
impressionam, comovem, sensibilizam.

AFINIDADE é receber o que vem
de dentro com uma aceitação
anterior ao entendimento.

AFINIDADE é sentir com...
Nem sentir contra, sem sentir para...
Sentir com e não ter necessidade de
explicação do que está sentindo.
É olhar e perceber.

AFINIDADE é um sentimento singular,
discreto e independente.
Pode existir a quilômetros de distância,
mas é adivinhado na maneira de falar,
de escrever,
de andar,
de respirar.....

AFINIDADE é retomar a relação
no tempo em que parou.
Porque ele (tempo) e
ela (separação) nunca existiram.
Foi apenas a oportunidade dada (tirada)
pelo tempo para que a maturação
pudesse ocorrer e que cada
pessoa pudesse ser cada vez mais.
Artur da Távola

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

terça-feira, 5 de junho de 2012

"MORANGOS"




Talvez, ao me ouvir falar em felicidade, você se pergunte se eu não tenho problemas, se tudo dá sempre certo para mim, se nunca passei por uma grande dificuldade que me tenha deixado marcas, como ocorre com a maioria das pessoas.

É claro que sim, sou como todo mundo.
Tenho angústias, fico estressado, as pessoas às vezes me traem, mas eu procuro comer os morangos da vida.



Um sujeito estava caindo em um barranco e se agarrou às raízes de
uma árvore. Em cima do barranco havia um urso imenso
querendo devorá-lo. O urso rosnava, mostrava os dentes,
babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente.
Embaixo, prontas para engoli-lo, quando caísse, estavam nada
mais nada menos do que seis onças tremendamente famintas.

Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando.
Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas
do seu pé. As onças embaixo querendo comê-lo
e o urso em cima querendo devorá-lo.

Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu
um morango vermelho, lindo, com aquelas escamas douradas
refletindo o sol. Num esforço supremo, apoiou seu corpo, sustentado
apenas pela mão direita e, com a esquerda, pegou o morango.

Quando pôde olhá-lo melhor, ficou inebriado com sua beleza. Então,
levou o morango à boca e se deliciou com o sabor doce e suculento.
Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso.
Deu para entender?

Talvez você me pergunte: "Mas, e o urso?"

Dane-se o urso e coma o morango! E as onças?

Azar das onças, coma o morango! Se ele não desistir,
a onça ou o urso desistirão....

Às vezes, você está em sua casa no final de semana, com seus filhos
e amigos, comendo um churrasco. Percebendo seu mau humor, sua
esposa lhe diz: " Meu bem, relaxe e aproveite o Domingo! ".
E você, chateado, responde:
"Como posso curtir o Domingo se amanhã vai ter
um monte de ursos querendo me pegar na empresa?"

Relaxe e viva um dia por vez: coma o morango.

Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro.
Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças
a arrancar nossos pés. Isso faz parte da vida e é importante
que saibamos viver dentro desse cenário.
Mas nós precisamos saber comer os morangos, sempre. A gente não
pode deixar de comê-los só porque existem ursos e onças.

Você pode argumentar:
"Eu tenho muitos problemas para resolver."

Problemas não impedem ninguém de ser feliz.
O fato de ter que conviver com chatos não é motivo para você
deixar de gostar de seu trabalho.

Coma o morango, não deixe que ele escape.
Poderá não haver outra oportunidade de experimentar
algo tão saboroso.

Saboreie os bons momentos.

Sempre existirão ursos, onças e morangos. Eles fazem parte da vida.
Mas o importante é saber aproveitar o morango.
Coma o morango quando ele aparecer.

Não deixe para depois.
O melhor momento para ser feliz é agora.

O futuro é uma ilusão que sempre será diferente do que imaginamos.

As pessoas vêem o sucesso como uma miragem.
Como aquela história da cenoura pendurada na frente do burro que
nunca a alcança. As pessoas visualizam metas e, quando as realizam,
descobrem que elas não trouxeram felicidade.
Então, continuam avançando e inventam outras metas que também
não as tornam felizes. Vivem esperando o dia em que alcançarão algo
que as deixará felizes. Elas esquecem que a felicidade
é construída todos os dias.

Lembre-se:
a felicidade não é algo que você vai conquistar fora de você...
Então, coma os morangos e seja feliz...

Roberto Shinyashiki

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

segunda-feira, 4 de junho de 2012

DIREITOS DE QUALQUER PESSOA



DIREITO À VIDA
Todas as pessoas nascem diferentes.
Cada indivíduo é um processo único e inacabado, imperfeito e humano,
pronto para desabrochar
como obra-prima que é da Natureza.

IGUALDADE DE DIREITOS
É direito de toda pessoa usufruir igualmente
dos mesmos direitos,
até o limite de não prejudicar ou impedir
os outros de também usufruírem os deles.

DIREITO À LIBERDADE
Toda pessoa é livre para ser, para existir e para criar.
A Liberdade Individual é o fundamento das Relações Sociais
e das Regras de Comportamento Coletivo.
É ilegítimo qualquer Sistema Social
baseado na supressão desse direito.

DIREITO Á INDIVIDUALIDADE
Toda pessoa tem o direito de ser ela mesma
e de assumir integralmente a sua própria identidade.

DIREITO AO CORPO
Toda pessoa tem direito à propriedade
do seu próprio corpo e de dele desfrutar como fonte
de crescimento, de prazer e de realização pessoal.

DIREITO AO SEXO
Toda pessoa tem o direito de manifestar a sua própria
sexualidade, sem medo, preconceito, vergonha ou culpa.

DIREITO DE SENTIR
É direito de toda pessoa ter sentimentos
e de expressá-los livremente em todas as suas ações.

DIREITO À FANTASIA
Toda pessoa tem o direito de sonhar
e de tentar viver a sua própria loucura,
transformando seus sonhos em realidade.

DIREITO DE ESCOLHA
Toda pessoa tem o direito de escolher o seu próprio
destino e de escrever a sua própria história,
respondendo "sim" ou "não" a cada situação
que a vida lhe apresenta.

DIREITO DE PENSAR
A consciência é um dom natural em cada indivíduo.
Nenhuma instituição ou doutrina,
nem com o uso da força, pode privá-lo de formar
e manter idéias próprias a respeito do que quer que seja.

DIREITO DE APRENDER
Como parte essencial do seu processo de crescimento,
toda pessoa tem o direito de cometer erros,
de demonstrar fraqueza e até mesmo de desistir,
sem se envergonhar dessas limitações
tão próprias da condição humana.

DIREITO DE SOFRER
As quedas e as perdas fazem parte da vida
e toda pessoa tem o direito de vivê-Ias
em toda a sua extensão e profundidade.

DIREITO À MUDANÇA
Toda pessoa tem o direito de mudar o seu modo de ser,
de rever seus objetivos, valores, crenças
e pontos-de-vista e de voltar atrás em suas decisões.

DIREITO DE RECOMEÇAR
Não importa o que aconteça, toda pessoa tem o direito
de se perdoar pelos erros e fracassos e de começar
de novo, sempre, até o seu último instante de vida.

DIREITO À FELICIDADE
Toda pessoa tem o direito de ser feliz.
Ainda que a realização disso signifique trabalho árduo,
é na alegria de viver que se encontra
o sentido maior da própria existência.
Geraldo Eustáquio de Souza

Carinhosamente,
Ninna Angel☜♡☞

sexta-feira, 1 de junho de 2012

"PRECE AO SOL"


Sol
Com os braços abertos e no topo dessa montanha eu te saúdo.
Salve a tua Luz

Eu rogo à tua grandeza que olhe para os povos irmãos existentes,
mesmo os mais distantes onde tua luz irradia a vida em todo esplendor
e leve a concórdia entre as nações irmãs que precisam de paz.

Nada justifica as diferenças que produzem o ódio com a força das armas que mutilam
e matam inocentes que ensejam apenas viver em liberdade e pacificamente.

A águia visita o sublime céu azul todos os dias dançando sob o teu majestoso olhar,
e tudo é poesia, até mesmo o teu olhar.

Voa onde guarda os teus mantos de luz encantado, a imensidão e a sublimidade
de Deus e Criador de todas as manifestações de vida.

És luz incandencente no universo, és emoção e todos se encantam com o seu fulgor,
com teus raios a nos iluminar.

Os rios, os lagos, as matas e florestas a montanha sagrada
onde ecoa o silêncio da tranquila brisa vespertina, recem teu clarão como prece em
agradecimento por teus raios que espargem a vida em fluídos de luz, energia para
continuar a obra de Deus, produzindo alimentos, gerando condições de vida a todos os irmãos na Terra.

Sol,
sou teu irmão, sou irmão dos pássaros, de todos os amados animais que encantam o planeta,
a singular beleza que enternece a minha alma e enche os meus olhos de alegria de viver nesse cenário.

Sou irmão da águas dos rios, das cachoeiras e mares.

Sou irmão das árvores ou de um simples vegetal espalhado no verde que cobre o mundo,
irmão dos insetos, irmão anônimo da vida em si.

Peço-te paz entre os irmãos de várias nações, o equilíbrio da natureza para que nada nos falte no futuro
uma vez que o homem insensato destrói as florestas em busca de lucro, esquecendo que a natureza não
depende do ser humano para viver.

Mas, o homem que é dependente da natureza impiedosamente agride essa irmã mortalmente, sem dó nem piedade,
quando árvores choram ao cair no solo por causa da ganância e do dinheiro.

A floresta está chorando.
Enxugue as lágrimas dessa nobre irmã e leve teu calor para que volte a viver protegida por teu amor.

Eu sou teu irmão, amigo Sol
Sou irmão das tuas irmãs que são as Estrelas
Irmão da lua que veste a vida de poesia e encanto em noites onde o sereno convida a brisa para dançar
com o cantar dos grilos, o piscar de vaga-lumes sob a luz do luar.

Eu sou teu irmão,e nada mais me resta a não ser te saudar, agradecer a vida e a energia que pulsam em meu coração,
a simplicidade que tingem as minhas palavras, és o grande Sol, o astro Rei que sempre irei amar.
GIBERTO CARMO PINHEIRO DA ROSA

Carinhosamente
Ninna Angel☜♡☞

PRECE AO SOL - VÍDEO