quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

☜♡☞"AS SEMENTES DA ESPERANÇA"☜♡☞


Necessitais das vossas esperanças.

Pois é a esperança que sustenta os vossos passos,
quando tudo parece conspirar contra vós e
o desânimo grita aos vossos ouvidos que melhor seria
deixar-vos cair ao lado da estrada.

É ela que vos guiará,
enquanto os ventos contrários fizerem
turbilhonar a areia ao vosso redor,
ocultando de vossos olhos cansados
a imagem revigorante de qualquer oásis,
no deserto da vida.

É ela que vos canta doces canções sobre o sucesso e a alegria,
quando tudo insiste em recordar-vos dificuldades e tristeza.
É ela que vos carrega em seus braços,
nos trechos mais difíceis.

Mantende, pois, as vossas esperanças.
Delas deveis fazer o farol que ilumine o vosso caminho,
espantando as trevas que nele possam surgir e
ocultar as suas curvas e os seus encantos.

Recordai, entretanto,
que a esperança não é a garantia de um futuro melhor;
apenas a semente da qual esse futuro poderá nascer.
Cabe-vos cultivá-la acertadamente, para que germine.

Cuidai, pois, para não a plantardes em terreno infértil.
Ou podereis vê-la definhar,
sufocada pelo solo árido e indiferente;
quando poderia florescer viçosa,
se plantada no lugar acertado.

Como não construiríeis a vossa morada em um chão pantanoso,
não deveis plantar a vossa esperança onde não possa brotar.
Castelos sobre nuvens nada produzem,
além de dolorosas quedas.

Confiai, portanto,
a vossa esperança a um solo onde poderá desabrochar.
Certificai-vos da fertilidade do chão,
antes de nele depositar a semente,
como faz o agricultor prudente e sensato.

Revolvei bem a terra ao seu redor e cavai bem fundo,
para terdes a certeza de que pássaros não a levarão,
nem a carregarão as enxurradas.
Plantai-a bem, e ela com certeza haverá de vingar.

Estai cientes de que, nem todo o tempo,
as chuvas serão suficientes para sustentá-la e fazê-la brotar.
Muitas serão as vezes em que devereis regá-la
com as vossas próprias lágrimas.

Porque assim é a esperança:
embora possa sustentar-se por um fio,
não transformará a realidade,
senão quando encontrar, em vossos corações,
a guarida segura de que necessita.

Acreditar é sempre o primeiro passo para realizar;
as asas dos vossos sonhos determinam quão longe
chegareis em vossa jornada.
De nada vos adianta, todavia, sonhar com o impossível.

Certo é que necessitais plantar sem medo as vossas esperanças;
elas são as sementes do vosso futuro.
Não desanimeis, entretanto,
se depois de plantadas e cuidadas não as virdes brotar.

Recolhei-as e guardai-as convosco.
Um dia, as plantareis em um novo solo.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

domingo, 24 de dezembro de 2017

☜♡☞"O CULTIVO DO AMOR"☜♡☞



Cultivemos o Amor em nós.

Pois nada mais necessitamos plantar,
para termos a melhor colheita.
Façamos do nosso coração o solo fértil,
onde o Amor possa lançar profundamente as suas raízes,
e outra será a vida para nós.

Porque não é ao nosso redor,
que devemos promover a mudança;
mas em nosso verdadeiro Eu.
Ensina um velho ditado que,
se cada um limpar a frente da sua casa,
o mundo será mais limpo.

E, se cada um acender um fósforo,
a escuridão será banida do planeta,
mesmo durante a noite mais densa.
Se cada homem ceder um pouco do que lhe sobra,
ninguém amargará a fome ou a miséria.

Esta é a verdade:
dependem de nós, as mudanças que dizemos buscar.
E, como é preciso que as gotas de água se unam,
para formar o oceano, precisamos estar juntos,
para mudarmos o mundo.

Cultivemos, portanto, o Amor em nós;
outro caminho não existe,
para que possamos vencer o egoísmo que nos separa.
Para caminharmos juntos,
é preciso que cada um ampare o seu irmão.

Cultivar o Amor é plantar a confiança;
é deixar de temer o próximo,
é abandonar os preconceitos e
ter a coragem de aceitar as diferenças entre nós.
É praticar a tolerância e saber perdoar.

Cultivar o Amor é aprender que o sofrimento de um
é o sofrimento de todos;
que só juntos chegaremos ao fim do caminho.
É compreender que só quando estivermos juntos,
conheceremos a plenitude.

Cultivar o Amor é não pretender impor as suas ideias,
mas ser capaz de raciocinar sobre as ideias alheias.
É verdadeiramente ouvir;
é ter a humildade de reconhecer os próprios erros e voltar atrás.

Cultivar o Amor é sacrificar-se, quando for necessário;
é entender que cada um tem as próprias necessidades e
mais vale dividir o copo de água,
do que atrair a revolta de quem já não suporta a sede.

Cultivar o Amor é oferecer a mão protetora
à criança que começa a andar;
e o braço de apoio ao idoso,
que já sente dificuldade em sustentar-se
sobre as pernas cansadas pelo peso dos anos.

Cultivar o Amor é fugir à discussão,
quando os ânimos se exaltam; é abraçar,
em vez de agredir; é argumentar em voz baixa,
vencendo o desejo de gritar;
é saber que a paz é a verdadeira vitória.

Cultivemos o Amor em nossos corações, a todas as horas.
Porque é verdade que o homem é escravo dos seus hábitos;
se nos acostumarmos a amar,
esta será em breve a nossa conduta natural.

Cultivemos o Amor, e cultivaremos a sabedoria.
Através do Amor, aprenderemos a viver e a caminhar.
Cultivemos o Amor, porque precisamos andar juntos;
e a verdade é que não somos todos iguais.

Mas somos todos irmãos.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Desejo a todos os Amigos e Seguidores deste Blog
um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO.
Carinhosamente
Ninna Angel

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

☜♡☞ ...EU CONHEÇO VOCÊ... ☜♡☞


Eu conheço você,
Não,
Não se trata do rosto, expressões
ficções,
Conheço você,
Conheço Aquilo que vê
O âmago
latente
perene
Vivo...

Conheço o Sopro
a brisa
a poesia que cria sua própria
rima..
Conheço a calmaria dos abismos,
o poço
o deserto
a Fonte...

Conheço,
E conheço desde sempre...

Somos parte um do outro,
mãos dadas,
entrelaçados,
dançantes,
vibrantes...
Mãos que se tocam
e compõem sinfonias,
e melodias
belas...

Mãos que expressam o Único
o pleno
o máximo
o mínimo
o só
o Si mesmo...

Eu conheço você,
Não tenho explicação para isso,
Conheço por conhecer.
Desde quando?
Desde sempre.

Como não posso conhecer a mim mesma em ti?
Como não me reconhecer em ti?
Como não chorar por seus olhos
sorrir por seus lábios,
amar seus amores,
caminhar seus passos,
e me perder em ti...

Eu conheço você,
Conheço o conhecedor,
a face da pura presença - amor...

Conhecer a ti é me enxergar,
ondas que brincam no mesmo mar,
asas que batem leves no mesmo azul...

Me perco em ti,
para de novo me encontrar...

Sempre terna infinitude somos nós,
Alegria terna,
Brincadeira,
Eternidade
e Paz...

Eu conheço você...

~Amidha Prem~

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

domingo, 10 de dezembro de 2017

☜♡☞ ...SOBRE O AMOR... ☜♡☞


O amor não é uma moeda de troca.

Não o podeis utilizar para adquirir a felicidade,
ou a segurança; e nem para realizar os vossos sonhos.
Porque o amor é, ele próprio, um sonho;
e não existe, senão enquanto o sonhais.

O amor é o caminho pelo qual passeais
entre os jardins da felicidade;
e é apenas durante estes passeios,
que podeis admirar a beleza das suas flores e
sentir os seus doces aromas.

Não vos enganeis, porém,
acreditando que neles possais estar todo o tempo.
A felicidade não é deste mundo;
é como uma aragem encantada,
que por vezes perpassa em vossas almas
.
O amor não pode ser visto como um meio; ou,
tampouco, como um fim.
Ele não é o bilhete da passagem, nem o local da chegada.
Ele é a própria viagem, com seus percalços e encantos.

Esta é uma verdade que necessitais aprender.
O amor é a sua própria recompensa;
nada vos trará,
além da felicidade de que desfrutais durante
os momentos em que ele vos preenche.

O amor não é o mensageiro da felicidade ou do sofrimento.
Ele é um dos aposentos da Mansão da Eternidade,
onde sofrimento e felicidade estão;
e vos cabe escolher entre os dois.

E eu vos asseguro que nada tendes a ganhar com o amor,
senão o próprio enlevo de vivê-lo.
Outras recompensas ele não vos trará e
nada existe que ele vos possa garantir para o futuro.

Porque o amor é o incenso do Universo; e,
como a todo incenso acontece,
o que dele podeis desfrutar é o suave encanto em que
a sua fumaça perfumada envolve os vossos corações.

Do amor nada podeis esperar,
senão a sua própria magia; e, contudo,
se lhe abrirdes as vossas almas,
ele vos levará por paisagens lindas,
que não conheceríeis sem tê-lo como guia.

Sede, portanto, gratos ao amor.
E sabei que jamais será perdido o tempo
que a ele consagrardes;
ele vos traz os maiores sonhos,
os mais intensos prazeres e os mais doces sorrisos.

É em vossos corações, e não em vossas mentes,
que o amor pode reinar soberano;
e não deveis esperar outras recompensas,
além de dar-lhe as mãos e
voar com ele em meio às nuvens.

Quando realmente amais,
ainda que o amor se vá não deixará em vós
um travo amargo de frustração,
ou arrependimento; mas doces lembranças,
que vos farão sorrir em meio à saudade.

Pois, se após uma separação só vos restar a sensação de mágoa,
de haverdes desperdiçado um tempo em que
outras coisas poderíeis ter feito,
não foi a voz do amor que ouvistes.

Apenas vos deixastes iludir
pelas vozes das vossas esperanças.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

☜♡☞..A LIÇÃO DA VIDA...☜♡☞



Deveríamos aprender a lição da vida.

Pois, embora a Eternidade pertença ao nosso verdadeiro Eu,
é limitado o tempo de cada jornada;
e, quando termina esse tempo,
temos que abandonar na Terra tudo que aqui conseguimos.

Olhai ao vosso redor;
vereis que tudo que vos cerca é efêmero.
Nem os vossos amigos, nem os vossos amores,
nem os vossos bens podereis levar,
quando fordes chamados à Grande Viagem.

Esta é, sem dúvida,
a maior lição que nos ensina a Vida.
Porque nada levaremos deste mundo onde estamos,
senão o Conhecimento que adquirirmos e
as lembranças do que aqui vivermos.

Se assim é,
estas são as nossas verdadeiras riquezas.
E a maior sabedoria está em viver intensamente
cada um dos nossos momentos,
pois só eles nos trarão ensinamentos e lembranças.

Sensato é o homem capaz de encantar-se
com o voo dos pássaros,
que em bando ornamentam o céu azul;
não aquele que amarga a frustração de não possuir
as suas próprias asas.

Em verdade,
na alma estão as nossas asas.
Por isto, aquele que se encanta com os pássaros
voará entre eles;
enquanto o que se perde em sua mágoa coloca
em seus pés pesados grilhões.

Entretanto,
é a cada um que cabe fazer as próprias escolhas;
eu apenas vos posso lembrar que o tempo é
o capital que gastamos para comprar
a felicidade ou o sofrimento.
E não o poderemos repor.

Devemos temer o tempo:
ele decerto levará em suas águas a nossa juventude,
o vigor do nosso corpo,
muitos dos nossos sonhos e as nossas alegrias.
E finalmente nos trará o fim da jornada.

Porém, devemos confiar no tempo:
ele também carregará todas as nossas tristezas e
todas as dificuldades que enfrentarmos,
fazendo cessar as nossas lágrimas e
trazendo de volta os nossos sorrisos.

Esta, eu vos repito,
é a maior lição que nos pode ensinar a Vida:
nada é para sempre,
senão aquilo que podemos guardar em nosso verdadeiro Eu.
Porque é ele que reside na Mansão da Eternidade.

Tenhamos presente esta verdade;
e nos encantaremos com tudo de bom que nos for
dado desfrutar em cada momento de cada jornada.
É assim que viveremos intensamente e seremos felizes.

Aceitar a realidade da morte é
o primeiro passo para reconhecer o valor da vida.
Mas não é sábio esperar que chegue o último dia,
para descobrir quantas coisas boas existem ao nosso redor
e dentro de nós.

Viver. Esta é a lição que nos ensina a Vida.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

terça-feira, 24 de outubro de 2017

☜♡☞..BALADA DA SAUDADE..☜♡☞



Por que falar de dor e separação?

Na saudade,
existem também a alegria do encontro e
a doçura das boas lembranças.
E, se assim é,
a cada um cabe escolher entre o fel da tristeza e
o mel das recordações.

Saudade, eu vos tenho dito,
não é a ausência de alguém querido;
mas a sua presença.
Porque ninguém terá realmente partido de nós,
enquanto estiver em nossas lembranças.

Saudade é prova de que se tem uma história;
de não ser um livro em branco.
De não haver passado pelo mundo como mais uma nuvem pelo céu;
de ter chovido e feito algo brotar.

Saudade é chorar e sorrir ao mesmo tempo.
É lamentar a separação e
agradecer pelo tempo em que existiu a companhia.
É a solidão que faz doer e a recordação que reconforta.

Saudade é a lembrança de um momento;
de um instante fugaz que parecia sepultado no passado,
mas volta à nossa memória.
Saudade é um lugar, um aroma, uma música.

Saudade é amor;
é uma ternura tão grande que parece preencher
o vazio em que se torna o mundo,
quando um ente amado se vai.
Saudade é o mal e o seu próprio remédio.

Saudade é o pranto e o sorriso;
a dor de perder e a alegria de ter encontrado.
Saudade é faca amolada, que dilacera o coração;
e remédio milagroso que o conserva unido,
a bater.

Saudade é um painel encantado de lembranças.
De beijos, afagos e abraços;
de gestos, de emoções compartilhadas.
De vivências que a memória resgata ao
torvelinho do passado.

A saudade é a última filha do Amor.
E, como o Amor, não pode ser definida;
apenas sentida.
Habita em nosso verdadeiro Eu e
não conhece os limites do espaço e
do tempo.

Para falar de saudade,
não é preciso falar de sofrimento.
De cada pessoa,
depende lamentar a frustração da partida;
ou festejar o tempo feliz em que
desfrutou da companhia.

Devemos, pois, fazer a nossa escolha.
Porque a saudade, como o Amor,
é diferente para cada um de nós;
e a cada um cabe aceitar o seu abraço,
ou enfrentar o seu açoite.

Saudade é desejo de voltar no tempo.
De retornar ao aconchego, acariciar e ser acariciado;
reviver momentos de paixão ou ternura,
reencontrar o encanto do Amor em nossa alma.

É um misto de mágoa e reconforto;
uma sensação de perda e gratidão,
vazio e plenitude.
É, ao mesmo tempo, a tristeza de estar só e
a felicidade de sentir-se acompanhado.

Saudade não é a partida do amado.

É a permanência do Amor.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

☜♡☞...MEU ETERNO AMOR...☜♡☞


Quando vem clareando o dia,
Vejo você na luz que alumia a manhã
E nas ternas flores do jardim molhadas
Pelo orvalho da madrugada.

Vejo você nas matas verdes
Onde no alto de suas árvores
Os passarinhos cantam suas melodias...
Em suas canções o som suave de sua voz.

Você está nas gotas de chuva
Que caem levemente lá fora...
No divinal arco-íris cuja beleza
Refletem nas águas claras do mar.

À tardinha quando o sol se deita
Sobre o seu manto de arrebol,
Vejo você em suas rubras cores e na luz mística
Da lua que vem prateando à noite.

Você é a estrela que mais brilha no luar
Que irradia alegria na abóbada estelar
Iluminando com o esplendor do amor
À minh’alma, meu céu interior.
Enfim, você está em minha mais nobre emoção...
Em tudo que é belo...
Na mansidão de minha prece...
Em meu sagrado poema – razão do seu tema.
Eternamente tatuado em meu coração.

__Elias Akhenaton__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞