domingo, 18 de fevereiro de 2018

☜♡☞...OS NOSSOS SONHOS...☜♡☞


Vale a pena acalentar os nossos sonhos?

Esta é a pergunta que muitas vezes nos incomoda.
Porque tememos que perseguir um sonho nos prejudique no mundo real,
onde acreditamos que devemos focar todas as nossas forças.

Entretanto, não é assim que acontece.
Todas as grandes realizações,
neste mundo, nasceram de sonhos;
e assim continua a ser.
O sonho é sempre a pedra fundamental de qualquer sucesso.

Aceitemos esta verdade.
E veremos que o que nos prejudica não é acreditar em um sonho;
é tanto nos envolvermos na ilusão e em suas roupagens coloridas,
que nos perdemos da realidade.

Este, sim, deve ser o nosso cuidado.
Porque um sonho é como uma semente:
é preciso arar a terra, depositá-lo com carinho,
regá-lo sempre e cuidar dele,
para que possamos colher os seus frutos.

E precisamos ser como o agricultor sensato;
que, embora não possa acompanhar o crescimento da semente sob a terra,
apenas confia. E sabe que,
se fizer bem o seu trabalho,
a colheita virá.

Para realizar um sonho, não basta desejar.
É preciso acreditar e trabalhar, em cada dia.
Com o suor de nosso rosto e as lágrimas de nossos olhos,
muitas vezes precisaremos regar os nossos sonhos.

E acreditai-me, quando vos digo que,
quanto mais lágrimas e suor vos custar o amadurecimento do sonho,
tão mais farta será a colheita;
tão mais doces os seus frutos,
e mais caros ao vosso coração.

Porque nada pode existir de mais gratificante,
para o homem, do que tornar realidade um sonho.
Embora, por nossa própria natureza,
tão logo realizemos um sonho,
nos lancemos em busca de outro.

É assim que é; porque é assim que somos.
Vivemos de sonho em sonho, de luta em luta,
plantando e semeando sonhos;
e colhendo os doces frutos do sucesso,
ou amargando a cinza do fracasso.

É assim que somos:
os sonhos nos animam e impulsionam; neles voamos,
por algum tempo, com as asas douradas da ilusão.
E os fracassos nos devolvem à terra,
onde precisamos seguir em frente.

Nem sempre os sonhos se realizam.
E às vezes acontece que um sonho,
depois de alcançado,
perde o seu colorido encantado e se junta ao cinza da realidade.
Esta talvez seja a pior das desilusões.

Deixai-me dizer-vos, entretanto,
que sempre vale a pena acalentar os nossos sonhos.
Porque o sonho é como uma aurora boreal que,
enquanto dura, enche de cor e de alegria o céu onde voa a nossa alma.

De que nos importa, portanto, que,
quando chegue ao seu final,
possa o mundo voltar a ser escuro?
Não continuarão impressos em nós a beleza,
a alegria e a força de que desfrutamos,
enquanto sonhamos?

Sim;
sempre vale a pena acalentar os nossos sonhos.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

☜♡☞...O JEITO DE CADA UM...☜♡☞




Cada um tem o seu jeito próprio de ser.

E não nos cabe censurar os outros,
por serem diferentes de nós.
Não cabe à rosa branca menosprezar a vermelha;
nem à ave que domina os céus julgar-se superior
à gazela que corre sobre o solo.

Porque a verdade é que ninguém pode ser diferente do que é.
E não são iguais todas as folhas da mesma árvore;
nem todas as ondas do mesmo mar,
nem todas as flores que existem no mesmo jardim.

Assim eu vos tenho dito.
E também vos tenho dito que,
como as diferenças entre as flores fazem a beleza do jardim,
as diferenças entre nós formam a diversidade do mundo e
dão um novo encanto à Vida.

E assim acontece também na natureza.
Os contrastes entre as montanhas e os vales,
o verde da grama e o vermelho do barro,
a água e a terra,
formam as paisagens que nos encantam os olhos.

Aceitemos esta verdade;
e mais tolerante seremos com os nossos irmãos.
Mais fácil será a convivência entre nós,
porque não mais julgaremos os outros com os nossos parâmetros e
as nossas razões.

Eis que não nos é dado saber pelo que passam
aqueles que nos cercam;
nem o que dentro deles se passa.
E, como podemos julgar os seus gestos e as suas ações,
sem conhecer as suas causas?

Acreditais, acaso,
que a águia que voa entre as nuvens possa entender
a visão limitada da serpente que rasteja?
Ou que o poderoso leão compreenda o medo sem fim
que habita o tímido coração do rato?

Em verdade,
nenhum direito nos cabe de julgar os nossos irmãos.
Porque ninguém, senão o próprio homem usufruirá do que semear;
cada um deverá colher o seu sucesso ou o seu fracasso.

Cada um ama ou odeia do seu jeito;
sofre ou é feliz do seu jeito.
Cada um tem as suas próprias ideias,
as suas próprias convicções;
cada um vive do seu jeito,
tem o seu caminho e o seu aprendizado.

Cada um comemora ou lamenta as suas decisões;
festeja os rumos que escolheu,
ou amarga o seu arrependimento.
Mas, por assim ser,
devemos respeitar as escolhas dos nossos irmãos.

Este é o caminho da tolerância;
e é dela que nascem a compreensão e a paz.
Porque a paz não existirá entre os homens,
enquanto cada um insistir em aferrar-se
a suas ideias e seus desejos.

Aprendamos a respeitar os nossos irmãos.
Porque, quando o conseguirmos,
saberemos respeitar os seus pensamentos e as suas vontades;
ainda que nem sempre concordemos com eles.

Caminhamos juntos.
Mas, embora o destino seja o mesmo,
de cada um dependem a escolha do caminho e
o tempo que gastará em percorrê-lo.
É ao final da jornada,
que todos nos encontraremos.

No Coração do Universo.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

domingo, 4 de fevereiro de 2018

☜♡☞...LIBERDADE DE SER...☜♡☞



Preservai o vosso espaço.

Porque para conviver não vos é necessária a
covardia de renunciar aos vossos direitos;
mas a sabedoria para estabelecer os vossos limites e
respeitar os vossos irmãos.

Cada homem tem os seus desejos e as suas necessidades.
E naquele que se anula todos os dias,
para atender aos desejos de outrem, cresce a revolta,
que um dia explodirá.


Deveis, sim, ser humildes.
Porque o bambu, que se dobra ao vento forte,
sobrevive às tempestades; enquanto o carvalho,
que o afronta, tomba fragorosamente ao solo.


Entretanto,
a humildade não consiste em abdicar do vosso espaço;
mas em admitir que cada um tem um espaço próprio,
que precisa ser respeitado.
Que seja este o vosso pensar.


Porque, para que uma nova onda se lance sobre a praia,
é necessário que se haja desfeito a anterior;
e é quando o fruto deixa a árvore,
que um novo fruto pode surgir em seu lugar.


Como as plantas de um jardim,
repartis entre vós o mesmo ambiente; e,
como a elas acontece,
é preciso que cada um de vós tenha o seu próprio espaço;
ou um ao outro sufocareis.


Uma estrela não busca ofuscar a outra,
nem renuncia ao próprio brilho;
e juntas tornam belo o céu noturno.
Como flores diversas se completam,
para formar o perfumado ramalhete.


Eis que as notas musicais são diferentes umas das outras.
E se assim não fosse,
e se cada uma não tivesse o seu espaço,
não existiriam a melodia e o encanto das canções.


E assim também convosco acontece:
é preciso que sejais diferentes,
e que cada um de vós tenha o seu próprio espaço,
para que a canção da Vida possa ecoar no Universo.


Defendei, portanto,
a vossa liberdade e o direito de ser como sois;
porque apenas cada um de vós
conhece os seus próprios desejos e
as suas próprias necessidades.


Aceitai esta verdade.
Porque assim aprendereis a respeitar
a vontade de cada um de vossos irmãos,
sem que a ela preciseis servilmente submeter a
vossa própria vontade.


E encontrareis em vosso coração
a coragem para vencer o medo;
para enfrentar a chantagem e as ameaças,
em defesa das vossas ideias e
dos vossos sentimentos.


Para que livre se torne o vosso verdadeiro Eu.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

☜♡☞ ...QUISERA... ☜♡☞


Quisera acercar-me de anjos potenciais,
guardiões do mundo físico para que revelassem
aos meus olhos a tua imagem em forma de miragem,
mas que fosse palpável a minha carência.

Quisera mudar o objetivo fundamental da minha existência e
que viver ou morrer por ti,
fizesse diferença nessa ciranda de sentimentos
onde o coração segue o itinerário da emoção.

Quisera que uma história bonita como a nossa
não tivesse ponto final e que o futuro não me
reservasse uma vida com sonhos de ontem e
nem viver de lembranças em tempos de solidão.

Quisera fazer um pedido a uma estrela
para que parasse o tempo no momento exato
que nos separamos e que o recomeço fosse
à continuidade o beijo interrompido e
do amor que ficou sem conclusão.

Quisera não ver meu amor transformado em fragmentos,
mesclado a restos de sonhos incompletos e
de lágrimas com gosto de maresia que voam
nas asas da esperança para terra do talvez.

Quisera poder te oferecer cada manhã o meu despertar,
as Rosas dos meus desejos, meus anseios, meus poemas e
a perfeição do meu amor imperfeito disfarçando
o medo do amanhã sem você.

Quisera saber traduzir em palavras o sentimento
empoçado na alma que de tão grande
não cabe mais em si,
que a saudade não estanca e
nenhuma desculpa ameniza o porquê da ausência.

Quisera entender o amor sem falas, sem toques,
sem palavras e sem promessas,
que sobrevive entre soluços,
lamentos e ousa acreditar em uma caricia
como se fosse o fio que prende a vida.

Quisera meu amor acordar em algum lugar
além das nuvens frente ao arco íris,
onde o impossível se desmanchasse como bolhas de sabão e
viver contigo não fosse apenas fantasia e espera...

__LADY FOPPA__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

☜♡☞"AS SEMENTES DA ESPERANÇA"☜♡☞


Necessitais das vossas esperanças.

Pois é a esperança que sustenta os vossos passos,
quando tudo parece conspirar contra vós e
o desânimo grita aos vossos ouvidos que melhor seria
deixar-vos cair ao lado da estrada.

É ela que vos guiará,
enquanto os ventos contrários fizerem
turbilhonar a areia ao vosso redor,
ocultando de vossos olhos cansados
a imagem revigorante de qualquer oásis,
no deserto da vida.

É ela que vos canta doces canções sobre o sucesso e a alegria,
quando tudo insiste em recordar-vos dificuldades e tristeza.
É ela que vos carrega em seus braços,
nos trechos mais difíceis.

Mantende, pois, as vossas esperanças.
Delas deveis fazer o farol que ilumine o vosso caminho,
espantando as trevas que nele possam surgir e
ocultar as suas curvas e os seus encantos.

Recordai, entretanto,
que a esperança não é a garantia de um futuro melhor;
apenas a semente da qual esse futuro poderá nascer.
Cabe-vos cultivá-la acertadamente, para que germine.

Cuidai, pois, para não a plantardes em terreno infértil.
Ou podereis vê-la definhar,
sufocada pelo solo árido e indiferente;
quando poderia florescer viçosa,
se plantada no lugar acertado.

Como não construiríeis a vossa morada em um chão pantanoso,
não deveis plantar a vossa esperança onde não possa brotar.
Castelos sobre nuvens nada produzem,
além de dolorosas quedas.

Confiai, portanto,
a vossa esperança a um solo onde poderá desabrochar.
Certificai-vos da fertilidade do chão,
antes de nele depositar a semente,
como faz o agricultor prudente e sensato.

Revolvei bem a terra ao seu redor e cavai bem fundo,
para terdes a certeza de que pássaros não a levarão,
nem a carregarão as enxurradas.
Plantai-a bem, e ela com certeza haverá de vingar.

Estai cientes de que, nem todo o tempo,
as chuvas serão suficientes para sustentá-la e fazê-la brotar.
Muitas serão as vezes em que devereis regá-la
com as vossas próprias lágrimas.

Porque assim é a esperança:
embora possa sustentar-se por um fio,
não transformará a realidade,
senão quando encontrar, em vossos corações,
a guarida segura de que necessita.

Acreditar é sempre o primeiro passo para realizar;
as asas dos vossos sonhos determinam quão longe
chegareis em vossa jornada.
De nada vos adianta, todavia, sonhar com o impossível.

Certo é que necessitais plantar sem medo as vossas esperanças;
elas são as sementes do vosso futuro.
Não desanimeis, entretanto,
se depois de plantadas e cuidadas não as virdes brotar.

Recolhei-as e guardai-as convosco.
Um dia, as plantareis em um novo solo.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

domingo, 24 de dezembro de 2017

☜♡☞"O CULTIVO DO AMOR"☜♡☞



Cultivemos o Amor em nós.

Pois nada mais necessitamos plantar,
para termos a melhor colheita.
Façamos do nosso coração o solo fértil,
onde o Amor possa lançar profundamente as suas raízes,
e outra será a vida para nós.

Porque não é ao nosso redor,
que devemos promover a mudança;
mas em nosso verdadeiro Eu.
Ensina um velho ditado que,
se cada um limpar a frente da sua casa,
o mundo será mais limpo.

E, se cada um acender um fósforo,
a escuridão será banida do planeta,
mesmo durante a noite mais densa.
Se cada homem ceder um pouco do que lhe sobra,
ninguém amargará a fome ou a miséria.

Esta é a verdade:
dependem de nós, as mudanças que dizemos buscar.
E, como é preciso que as gotas de água se unam,
para formar o oceano, precisamos estar juntos,
para mudarmos o mundo.

Cultivemos, portanto, o Amor em nós;
outro caminho não existe,
para que possamos vencer o egoísmo que nos separa.
Para caminharmos juntos,
é preciso que cada um ampare o seu irmão.

Cultivar o Amor é plantar a confiança;
é deixar de temer o próximo,
é abandonar os preconceitos e
ter a coragem de aceitar as diferenças entre nós.
É praticar a tolerância e saber perdoar.

Cultivar o Amor é aprender que o sofrimento de um
é o sofrimento de todos;
que só juntos chegaremos ao fim do caminho.
É compreender que só quando estivermos juntos,
conheceremos a plenitude.

Cultivar o Amor é não pretender impor as suas ideias,
mas ser capaz de raciocinar sobre as ideias alheias.
É verdadeiramente ouvir;
é ter a humildade de reconhecer os próprios erros e voltar atrás.

Cultivar o Amor é sacrificar-se, quando for necessário;
é entender que cada um tem as próprias necessidades e
mais vale dividir o copo de água,
do que atrair a revolta de quem já não suporta a sede.

Cultivar o Amor é oferecer a mão protetora
à criança que começa a andar;
e o braço de apoio ao idoso,
que já sente dificuldade em sustentar-se
sobre as pernas cansadas pelo peso dos anos.

Cultivar o Amor é fugir à discussão,
quando os ânimos se exaltam; é abraçar,
em vez de agredir; é argumentar em voz baixa,
vencendo o desejo de gritar;
é saber que a paz é a verdadeira vitória.

Cultivemos o Amor em nossos corações, a todas as horas.
Porque é verdade que o homem é escravo dos seus hábitos;
se nos acostumarmos a amar,
esta será em breve a nossa conduta natural.

Cultivemos o Amor, e cultivaremos a sabedoria.
Através do Amor, aprenderemos a viver e a caminhar.
Cultivemos o Amor, porque precisamos andar juntos;
e a verdade é que não somos todos iguais.

Mas somos todos irmãos.

__HASSAN__

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞

Desejo a todos os Amigos e Seguidores deste Blog
um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO.
Carinhosamente
Ninna Angel

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

☜♡☞ ...EU CONHEÇO VOCÊ... ☜♡☞


Eu conheço você,
Não,
Não se trata do rosto, expressões
ficções,
Conheço você,
Conheço Aquilo que vê
O âmago
latente
perene
Vivo...

Conheço o Sopro
a brisa
a poesia que cria sua própria
rima..
Conheço a calmaria dos abismos,
o poço
o deserto
a Fonte...

Conheço,
E conheço desde sempre...

Somos parte um do outro,
mãos dadas,
entrelaçados,
dançantes,
vibrantes...
Mãos que se tocam
e compõem sinfonias,
e melodias
belas...

Mãos que expressam o Único
o pleno
o máximo
o mínimo
o só
o Si mesmo...

Eu conheço você,
Não tenho explicação para isso,
Conheço por conhecer.
Desde quando?
Desde sempre.

Como não posso conhecer a mim mesma em ti?
Como não me reconhecer em ti?
Como não chorar por seus olhos
sorrir por seus lábios,
amar seus amores,
caminhar seus passos,
e me perder em ti...

Eu conheço você,
Conheço o conhecedor,
a face da pura presença - amor...

Conhecer a ti é me enxergar,
ondas que brincam no mesmo mar,
asas que batem leves no mesmo azul...

Me perco em ti,
para de novo me encontrar...

Sempre terna infinitude somos nós,
Alegria terna,
Brincadeira,
Eternidade
e Paz...

Eu conheço você...

~Amidha Prem~

☜♡☞...☜♡☞

☜♡☞...☜♡☞